Profissão

O Intérprete de Língua Gestual Portuguesa
A Lei n.º 89/99 de 5 de julho considera, no seu artigo 2.º, que são intérpretes de língua gestual portuguesa “os profissionais que interpretam e traduzem a informação de língua gestual para língua oral ou escrita e vice-versa, por forma a assegurar a comunicação entre pessoas surdas e ouvintes”.
O intérprete de língua gestual portuguesa é o profissional responsável por mediar a comunicação entre a pessoa surda e a pessoa ouvinte. Formado em interpretação de língua gestual portuguesa, este profissional assegura o acesso equitativo à informação, promovendo a igualdade de oportunidades e derrubando barreiras linguísticas nos diversos contextos em que o indivíduo surdo se insere.
Como profissionais que atuam em prol da comunidade surda, temos o compromisso de fazer o que é certo e honrado. O Código de Ética e Linhas de Conduta aplica-se a todos os intérpretes de língua gestual portuguesa, com o objetivo de guiar este profissional no exercício da sua atividade.

Formação Académica
A formação base de um intérprete de língua gestual portuguesa é de 3 anos (licenciatura), podendo, posteriormente, continuar a sua formação frequentando pós-graduações, mestrados e doutoramentos. Escolas onde se detém o grau de licenciatura:

Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto
www.ese.ipp.pt

Escola Superior de Educação do Politécnico de Coimbra
www.esec.pt

Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal
www.si.ips.pt


   versão áudio